1fdfe2d553e04fc18698ac515385cb64.jpg
Críticas

Crítica | 007: Contra Spectre

Write on: Sexta, 06 Novembro 2015 00:10

Após o excelente 007: Operação Skyfall, Daniel Craig e Sam Mendes retornam para mais uma aventura do espião mais icônico do cinema. E mesmo que '007: Contra Spectre' não seja o melhor da "era Craig", o filme está muito longe de ser ruim.

O longa basicamente fecha o arco do atual James Bond, que teve inicio em Cassino Royale. Isso indica que Spectre realmente será a última aventura de Craig como 007. E ainda que não seja o melhor filme da renovada franquia, é a melhor atuação de Daniel Craig, que faz o Bond mais implacável e imbatível de todos os tempos. 

Mas exatamente pela necessidade de finalizar essa história, a narrativa do filme em muitos momentos se torna um pouco forçada; mas logo compensa os erros com cenas épicas de ação e momentos dignos de uma das melhores encarnações de James Bond.

A sequência inicial no Dia dos Mortos é espetacular e conta com um plano longo impressionante. A clássica e costumeira sequência de abertura, dessa vez na voz de Sam Smith, também é ótima e foi muito bem desenvolvida.

Agora, enquanto temos uma agradável surpresa com o vilão Hinx, vivido por Dave Bautista, o principal vilão (de toda essa nova franquia, por assim dizer), vivido pelo ator vencedor de dois prêmios da Academia Christoph Waltz, deixa a desejar. Na realidade, o primeiro arco do filme incita uma grande expectativa ao vilão, que depois não consegue ser superada.

Mas Spectre compensa com sua linda produção e realmente parece (e de fato é) o filme mais caro de toda a história. É um filme que vai agradar bastante qualquer fã da histórica franquia. E que venha o próximo James Bond! Somente torçamos que os seguintes consigam manter o elevado nível imposto pelas ultimas produções do maior espião do cinema.

4/5

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Pasqual Felipe

Apreciador principalmente da sétima arte e Nerd desde que me conheço por gente, sou idealizador do site Nerd Duty e "amo longas caminhadas na praia" (#SQN, This is Sparta!).

Tenho Sherlock Holmes como meu personagem fictício preferido e quando "crescer" quero ser como ele!