1fdfe2d553e04fc18698ac515385cb64.jpg
Críticas

Crítica | Star Wars: O Despertar da Força

Write on: Sexta, 18 Dezembro 2015 07:11

[Antes de mais nada, avisamos que esta crítica está livre de qualquer tipo de spoiler]

Nada temam, pois a Disney e J.J. Abrams conseguiram e Star Wars: O Despertar da Força é incrível! Fazia anos que um filme não proporcionava uma mistura tão variada de emoções; e todas obviamente ótimas, diga-se de passagem.

Sem dúvida é uma grande retomada a trilogia original. O filme retoma a emoção e a paixão dos filmes originais, algo que foi perdido na nova trilogia. E oculto em seu sentido, o filme traz uma importante mensagem para os fãs, que é "esqueçam os prelúdios!".

A nova abordagem da franquia revive o mesmo sentimento que muitos com certeza tiveram na primeira vez em que assistiram a Star Wars. Aqueles personagens que conhecemos e amamos estão lá. Agora se tratando dos novos personagens, tenha certeza que após conhece-los, vocês também vão passar a ama-los. Os sentimentos e motivações dos novos protagonistas são tão profundos e intensos, que não há como não se identificar.

A história é natural e traz uma verdadeira aventura ao melhor estilo Star Wars. O filme é de forma literal e simbólica a reconstituição de "Uma Nova Esperança" trazida para essa nova geração.

E somente quando assistimos ao filme que nos damos conta que O Despertar da Força é somente o inicio de algo muito maior. Ele é a fundaçao de uma nova história envolvendo esses excelentes novos personagens e mais aventuras épicas estão por vir.

Para os velhos conhecidos da franquia, foi uma formidável continuação. Já aos novos, um cativante incentivo para imergir nesse incrivel universo. A Força de fato despertou, e que ela esteja com todos vocês.

5/5

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Pasqual Felipe

Apreciador principalmente da sétima arte e Nerd desde que me conheço por gente, sou idealizador do site Nerd Duty e "amo longas caminhadas na praia" (#SQN, This is Sparta!).

Tenho Sherlock Holmes como meu personagem fictício preferido e quando "crescer" quero ser como ele!