1fdfe2d553e04fc18698ac515385cb64.jpg
Críticas

Crítica | O Bom Dinossauro

Write on: Quinta, 07 Janeiro 2016 17:31

Não é novidade nenhuma que a Pixar é excelente no que faz. Muitos dizem, sem temor, que é o melhor estúdio de animação de todos. E sem dúvida, poucos discordariam. A expectativa de todos nós é elevadíssima quando estamos prestes a assistir mais um dos seus filmes.

E desde o início desta história de excelência, a Pixar brinca com o ‘se’. E se os brinquedos tivessem vida? E se o mundo fosse cheio de carros inteligentes? E se monstros realmente existissem dentro dos armários? O Bom Dinossauro não poderia ser diferente. E se os dinossauros não tivessem sido destruídos e dominassem a terra? Partindo disso, acompanharemos a história de Arlo, um jovem dinossauro e seu bicho de estimação nada comum, o humano Spot.

A grande diferença a ser notada nesse longa de seus antecessores é que não temos um filme completamente excitante. Emotivo sim, com certeza. Provavelmente até os mais fortes ‘suarão’ pelos olhos. Muito disso se deve a estarmos mal acostumados com uma experiência completa nos cinemas, se tratando de Pixar. Ainda mais quando um filme genial tão completo como Divertida Mente está tão fresco em nossa memória.

Mas o ponto em questão é que O Bom Dinossauro não é um filme fraco e sem mérito. Muito pelo contrário. É um filme muito acima da média de animações de hoje em dia. Mas não figura na classificação obra-prima, que é o que a maioria de nós estava esperando.

Mesmo assim, recomendamos altamente O Bom Dinossauro, pois se trata de um filme que mostra as relações de amor mais puras que podem existir: a familiar e a de amizade. E é extremamente interessante como a história se desenvolve e envolve a todos que estão no cinema. Afinal, esse tipo de amor é comum a todos nós, e os problemas que Arlo enfrenta são comuns à maioria de nós, mesmo que de uma maneira completamente diferente. O filme é cheio de sacadas de comédia no tempo certo, cheio de sensações comuns e bem carregado de emoções, que vão afligir a cada um. Vale ressaltar que o cenário é simplesmente de cair o queixo, e confunde como sendo muitas vezes real, um feito inédito em animações.

3.5/5

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Darth Redactor

"Nerd por radiação e Cinéfilo assumido, sou fã de carteirinha de Hitchcock, Fincher, W. Allen e Haneke (tantos outros...).
Sou fascinado por atuações arrepiantes (mas quem não é?!), por trilhas sonoras esmagadoras e por premiações (#1 Oscar).
Provavelmente meu filme favorito seja Toy Story (1, 2 e 3), mas isso eu não assumo pra qualquer um!
Amo Star Wars, a Terra-Média e até mesmo Nárnia (muito mais nas páginas do livro).
"E fique com o troco, seu animal."

Website: www.facebook.com/leo.guineli