1fdfe2d553e04fc18698ac515385cb64.jpg
Artigos

Preview | Kriophobia - Um "Survival Horror" brasileiro

Write on: Quinta, 25 Dezembro 2014 07:10 in Games (Artigos)

É de conhecimento de muitos que os jogos brasileiros não possuem boa notoriedade a nível nacional. E infelizmente esta pouca notoriedade se estende, e piora, a nível mundial.

Alguns eventos realizados aqui no Brasil, a BGS por exemplo, tem mostrado ao mundo a importância do mercado brasileiro em produção de jogos e também um país consumidor em potencial. Claro que isso é um bom sinal de que estamos progredindo neste mercado, mas ao mesmo tempo não é o suficiente. Essa pode ter sido a realidade de uma empresa chamada Fira Soft que foi fundada em 2011 com sua sede em Brasília e com parte da equipe no Canadá.

Agora vamos falar do jogo Kriophobia, um survival horror indie da empresa Fira Soft e ela vem promover muita nostalgia inspirada em uma das séries mais consagradas da década de 90. Qual o seu palpite? Veremos a seguir.

Conforme o próprio site oficial do game Kriophobia explica que este foi o primeiro projeto de jogo independente e passou a se tornar realidade recentemente, ou seja, financiamento alto da empresa sobre o jogo. Com isso, lançaram a proposta no Kickstarter para que conseguissem arrecadar o valor necessário para dar a continuidade na produção e distribuição do jogo.

O jogo já foi disponibilizado e aceito na comunidade da Steam pelo sistema de controle Steam Greenlight. Está previsto para ser lançado em 2015 em formato de episódios (em intervalos de 4 a 6 meses cada) e com término para o fim de 2016.

Agora vamos à preview do jogo propriamente dita.

As cutscenes que iniciam e aparecem durante a demo são em formato de desenhos, isso ligeiramente me lembrou do jogo Deadlight que segue o mesmo esquema de animação. A primeira impressão é que isso parece quebrar com o clima de terror, porém, por ser um método mais barato que a animação gráfica em 3D quase realista e também dar ao jogo uma certa originalidade é notável que foi uma boa escolha adotar este estilo gráfico.

Durante o jogo há outra semelhança com a imagem do cenário a um outro jogo, sim o The Walking Dead produzido pela TellTale Games. Afinal, método point on click e cenários que lembram nitidamente desenhos feitos à mão não lembraria outra coisa senão o The Walking Dead. Confira as imagens em vídeo do jogo e a produção artística do mesmo:

Ao fazer a analogia aos outros jogos, no próprio vídeo disponibilizado pela empresa em seu canal do youtube descobrimos com base nos comentários que a maior parte da inspiração vem de Resident evil, principalmente os primeiros quando ainda eram efetivamente do gênero survival horror

Saber que estão produzindo um jogo inspirado em Resident evil é nostálgico , não? Ao menos para quem já jogou a primeira trilogia da séria diria que sim. Bons tempos.

Entrando à história do jogo, inicialmente já se tem uma ideia do quão bem introduzido são os três personagens e o motivo do qual estarem ali. Cada um com um perfil distinto e singular. Entre eles estão Anna e Mikhail que são geólogos e Natasha que é uma especialista em sobrevivência com o objetivo de manter os dois geólogos a salvo. Todos os três vão para a ilha de Zhokhov no norte da Rússia com a missão de investigar atividades sísmicas do local.

Logo de cara, a situação já entra em um clímax intenso gerado por um acidente repentino que acarreta na divisão dos personagens. E aí, começa a exploração.

Não vou falar muita coisa para não estragar a surpresa do que pode ser encontrado na pequena DEMO, mas dado o início da exploração você, caso queira jogar a DEMO, perceberá a indução do personagem a resolução de puzzles que lembram Resident Evil e da reconstrução dos mesmos cenários a ponto de fazê-lo revisitar as áreas anteriores... Bem, você pode descobrir jogando.

Ah! Existem três segredos para serem descobertos na DEMO do jogo, isso vale como um desafio. E aí, está com fobia do jogo?

Clique aqui para fazer o download da DEMO.

Last modified on Quinta, 25 Dezembro 2014 09:26
Ivan Sautner

Desenvolvedor de software, gamer e escritor de ficções.
Adoro os temas de arquearia tanto nos jogos quanto nos livros e filmes. Aos meus personagens arqueiros prediletos são o Will da série de livros Rangers Ordem dos arqueiros e Link do fascinante jogo The Legend of Zelda. Já pratiquei tiro ao alvo como esporte e participei campeonatos pelo estado afora.
Gosto de chuva ao invés do sol, talvez a chuva seja a melhor trilha sonora natural que exista. Isso me inunda de criatividade e me rega de entusiasmo. Nada mais inspirador quando você se desconecta de tudo e nesse momento o "tudo" é apenas você.

Website: https://www.facebook.com/ivan.sautner