1fdfe2d553e04fc18698ac515385cb64.jpg
Análises

Análise | Arrow: This is Your Sword [S03E22]

Write on: Sexta, 15 Maio 2015 17:57 by 

Sinopse: Oliver/Al Sah-Him termina seu treinamento e precisa completar duas tarefas a fim de se tornar o próximo Ra’s Al Ghul. Enquanto isso, Ra’s ameaça Nyssa e revela notícias chocantes. Para completar, Malcolm faz uma oferta surpreendente ao time Arrow, ao mesmo tempo em que Thea visita Roy.

Um dos pontos alto do episódio foi o casamento entre Oliver e Nyssa, imposto por Ra’s Al Ghul.

This is Your Sword prova a melhoria que a trama da temporada teve nessas ultimas semanas. Mais envolvente, conseguindo prender nossa atenção na tela e criando expectativa para o que está por vir. Mais do que isso foram as cenas de ação, a relação entre os personagens, que foi muito bem explorada aqui onde cada um desempenhou seu papel sem parecer ficar sobrando na historia, e o drama através de diálogos bem profundos.

Sobre os personagens, Diggle tem carregado em seu ombro a dor que Oliver lhe causou ao trai-lo. Ambos se amam como irmãos, e essa atitude de Oliver meio que soa como se ele estivesse perdido o Andy novamente. Outro detalhe é a evolução de Laurel como a Canário Negro; Katie Cassidy tem feito jus a personagem, provando que estávamos errados sobre nossos julgamentos em afirmar que ela não merecia herdar o manto da irmã. Mais do que a roupa de couro preta e a máscara, Laurel tem o Grito da Canário, e isso faz toda a diferença. Malcom também está ótimo, e sua relação complicada com o time Arrow é o que torna essa interação bastante curiosa.

Mas se tratando de personagens, o capitulo surpreendeu com a chegada do Eléktron a Nanda Parbat. Mas a surpresa termina logo após a sua chegada, já que o que surpreende nesse personagem é simplesmente vê-lo voando e disparando rajadas de energia, nada mais. Ray é um verdadeiro pastelão. Não há motivações ou atrativos em sua personalidade que não sejam os seus recursos tecnológicos. Os idealizadores precisam dar um jeito logo nisso.

Quem roubou mesmo as cenas foi a Katana. Seu visual estava incrivelmente parecido com o dos quadrinhos. E a personagem carrega um peso de dramatização tão intenso que é impossível não se emocionar com a família Yamashiro, seja nos flashbacks ou nas cenas do presente, principalmente na batalha que a bela Tatsu tem com seu marido Maseo.

A atriz Rila Fukushima faz um bel show de dramatização aqui. Essa será uma cena difícil de esquecer.

Pra finalizar, a despedida de Roy a Thea foi valida, não soando em nenhum momento perca de tempo. Se o Arsenal vai voltar, ainda não sabemos. Seria interessante vê-lo numa série dos Jovens Titãs. Porem, ele passou o seu manto para a jovem Queen, deixando um gancho que todo DCnauta sabe muito bem qual é: a sidekick Speedy.

 

4/5

DEIXE SEU COMENTÁRIO

André R. Candeias

Nerd. Escritor. Leitor. Tenho Stephen King como meu mentor platônico nos livros. Sou DCnauta assumido. Meu jogo predileto é Silent Hill. Meus diretores prediletos são Christopher Nolan, Peter Jackson e Zack Snyder.

Pra relaxar adoro ouvir trilhas sonoras, principalmente as de Hans Zimmer.

Além do mais sou fã assíduo de Star Wars, o universo da Terra-Média de Tolkien, Game of Thrones e por último, mas não menos importante, The Walking Dead.

Website: https://www.facebook.com/lordcandeias