1fdfe2d553e04fc18698ac515385cb64.jpg
Análises

Análise | The Flash: Rogue Air [S01E22]

Write on: Domingo, 17 Maio 2015 00:00 by 

Sinopse: Wells mais uma vez leva vantagem contra o time da STAR Labs, o que faz com que Barry perceba que precisará realizar uma grande ação. Assim, ele pede ajuda a um velho inimigo, o Capitão Frio.

Joe e Caitlin alertam Barry que Snart não é confiável, o que acaba se comprovando quando Frio revela seus próprios interesses, os quais envolvem os meta-humanos presos dentro das celas de contenção. As coisas vão de mal a pior, porém Flash recebe reforços com a chegada do Arqueiro e de Firestorm.

A série atinge seu ápice no episódio mais incrível de toda temporada!

Wells/Eobard Thawne/Flash Reverso. O maior vilão do Flash mostra-se imbatível, tanto em inteligência como em combate corpo a corpo, o que leva o nosso herói a pedir ajudas inusitadas. Está na hora do Flash começar a se preparar para lidar com situações mais emergentes afinal.

Com Snart ao seu lado na tentativa de retirar os meta-humanos do STAR Labs, Flash e amigos se põem ao trabalho que não acaba nada bem, graças a mente vilanesca do Capitão Frio. O inesperado resultado da artimanha de Snart acaba num confronto irado do Flash contra diversos super-vilões ao mesmo tempo, além da deixa da suposta Galeria de Vilões para a próxima temporada. A batalha é superinteressante, pois mostra o Barry usando diversas habilidades que aprendera no decorrer da temporada. 

Como se não bastasse sentir-se um fracassado, o Velocista Escarlate recebe a visita do Homem no Traje Amarelo próximo do fim, o que culmina numa outra grande batalha, dessa vez de heróis contra um vilão só. O Arqueiro, caracterizado como Al Sah-Him, e o Nuclear. Os efeitos especiais estavam incríveis. A trilha sonora bem intensa e sempre alternando entre o tema da própria série e de Arrow. Fora os momentos de combate corpo a corpo entre o Flash Reverso e Oliver, fazendo jus ao crossover; não basta inserir simplesmente personagens de um programa no outro, se não acrescentar todos os elementos que tornaram o convidado importante em sua série principal, no caso do Arqueiro, suas habilidades com o arco e as brigas de mão. Não posso me esquecer de mencionar o Nuclear também, sempre roubando as cenas com todo o seu poder de fogo e o visual espetacular. 

Nostálgico. É tudo que tenho a dizer sobre esse grande capitulo que não só entregou batalhas fodásticas entre vilões e um herói só e depois entre heróis e um puta vilão só, mas mencionou o desaparecimento de um piloto da Ferris Aeronáutica, provando a existência do Lanterna Verde Hal Jordan nesse universo. 

5/5

Confiram o emocionante trailer do último capítulo:

DEIXE SEU COMENTÁRIO

 

André R. Candeias

Nerd. Escritor. Leitor. Tenho Stephen King como meu mentor platônico nos livros. Sou DCnauta assumido. Meu jogo predileto é Silent Hill. Meus diretores prediletos são Christopher Nolan, Peter Jackson e Zack Snyder.

Pra relaxar adoro ouvir trilhas sonoras, principalmente as de Hans Zimmer.

Além do mais sou fã assíduo de Star Wars, o universo da Terra-Média de Tolkien, Game of Thrones e por último, mas não menos importante, The Walking Dead.

Website: https://www.facebook.com/lordcandeias