1fdfe2d553e04fc18698ac515385cb64.jpg
Análises

Análise | The Flash: Fast Enough [Season Finale]

Write on: Sexta, 22 Maio 2015 03:38 by 

Sinopse: Wells apresenta a Barry uma escolha que pode mudar vidas. Enquanto isso, o Dr. Martin Stein e Ronnie Raymond retornam para ajudar a STAR Labs com esta última luta.

É hora da despedida. É impossível não se emocionar junto com o ator Jesse L. Martin (Joe West). Ele te convence do que sente na tela. Martin é o melhor no elenco de The Flash!

EMOCIONANTE!

É a palavra que eu encontro para resumir o último episodio da primeira temporada de The Flash. Não espere encontrar ação propriamente dita aqui, pois a trama é dedicada somente a diálogos. São discursos sobre o amor, a família, a aceitação do destino, a infinidade do universo...

Fast Enough abre inúmeras possibilidades para o Universo DC na TV. Temas como realidades paralelas e múltiplas terras é colocada em pauta aqui com easter eggs que reforçam essas afirmações. A presença de Martin Stein serviu como um álibi perfeito para a explicação das complicadas teorias sobre os elementos citados acima. 

Entre os easter eggs que apareceram no episódio há o vislumbre de Caitlin como Nevasca e o capacete do velocista Joel Ciclone.

Os personagens secundários foram bem trabalhados, principalmente Eddie Thawne, que desempenha um papel chave aqui. Há sugestões para o futuro grandioso de Cisco. E o romance entre Caitlin e Ronnie, que soa bem mais interessante do que o triangulo Iris-Eddie-Barry, atinge um novo patamar. Mas o episodio é de Barry e seus pais, isso inclui Joe que faz aqui momentos bem bonitos. O episodio também é de Wells/Eobard/Flash Reverso, cheio de discursos inteligentes e tentativas de explicar suas ações quando conveniente pra ele. O vilão consegue nossa atenção com suas motivações egoístas e atitudes malignas. Seu ódio pelo Flash é nítido, mas para um homem deslocado de seu tempo, há um certo desespero e loucura em suas ações, mesmo que bem calculadas e friamente planejadas.

Pra quem acompanha a série e é fã disso tudo, é impossível não derramar uma lagrima sequer nesse capitulo que eleva The Flash como a melhor série da DC nessa temporada. Os efeitos visuais estavam ótimos. A trilha sonora criada por Blake Neely ajuda a lacrimejar. Mas é o desfecho, o grand finale, que nos deixa de queixos caídos e ansiosos pelo que está por vir na próxima temporada.

5/5

DEIXE SEU COMENTÁRIO

 

André R. Candeias

Nerd. Escritor. Leitor. Tenho Stephen King como meu mentor platônico nos livros. Sou DCnauta assumido. Meu jogo predileto é Silent Hill. Meus diretores prediletos são Christopher Nolan, Peter Jackson e Zack Snyder.

Pra relaxar adoro ouvir trilhas sonoras, principalmente as de Hans Zimmer.

Além do mais sou fã assíduo de Star Wars, o universo da Terra-Média de Tolkien, Game of Thrones e por último, mas não menos importante, The Walking Dead.

Website: https://www.facebook.com/lordcandeias